Thursday, June 15, 2006

QUEM ROUBOU A SEGURANÇA SOCIAL? (E O PAÍS...)



Quem roubou a Segurança Social?

(COMO PODE O GOVERNO VIR AGORA CORTAR AS PENSÕES DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, ALEGANDO UMA CONVERGÊNCIA COM UMA REALIDADE QUE NUNCA CONTROLOU... NEM CONTROLA???!!!!) (15/10/2013)

Como pode este (des)governo, usurpar aos que sempre cumpriram, para compensar o que outros sempre roubarame continuam a roubar à ESTABILIDADE DA SOCIEDADE E DA REPÚBLICA???!!!!



Foi com grande satisfação, que li a peça publicada na pág. 19 do Expresso de 2 de Julho (de 2005) sobre duas diferentes formas de defraudar a Segurança Social.


Emblemático, é aquele caso do pensionista que se queixa porque o banco para o qual trabalhou, por não incorporou todo o dinheiro que recebia mensalmente como “vencimentos”.
Até fiquei com peninha dele, coitadinho… não sabia, durante todos os anos que trabalhou, que só fazia descontos de 11% para a Segurança Social, sobre o tal ridículo “vencimento” declarado como tal…. 
Mas alguém acredita nisto?
 Vindo de um “quadro”?... 
Ainda se fosse um operário analfabeto…


Esqueceram-se, nos últimos três anos, de declarar o tal “vencimento” com que queriam ser aposentados… 


só leram metade da cartilha-do-chico-esperto, coitados…


Ora tenham vergonha!


O esquema é velho, vem pelo menos desde 1983, a primeira crise económica que vivemos, mais ou menos parecida com a que atravessamos actualmente. Aí se começaram a desenvolver os mais diversos esquemas: 
falsas comissões por objectivos, 
falsos prémios de produtividade, 
falsos subsídios de deslocação, 
falsos subsídios para almoço (o célebre paraíso fiscal das senhas de refeição), 
falsos prémios de assiduidade, 
falsos empregos, 
falsos desempregados, 
tudo quanto a imaginação contabilística foi capaz de criar, tem servido, desde então, para roubar (não tem outro nome, tenho muita pena…) o Estado, em sede de IRS, de IRC, e de contribuições para a Segurança social.


Nos seus primeiros anos de “vida”, o semanário “Tal&qual”, deu espaço à publicação do drama familiar de uma viúva que se tinha visto na necessidade de reformular, muito por baixo, o seu nível de vida e dos filhos, exactamente porque a pensão de sobrevivência, por morte do marido, em serviço, não tinha nada a ver com o seu habitual rendimento do trabalho como engenheiro civil (se bem me lembro). E porquê? Porque o seu vencimento declarado, era apenas uma ridícula parte do que ele realmente recebia.


O ministro da tutela, Dr. Bagão Félix (no Governo do Dr. Durão Barroso), prometeu dar “caça” serrada à falsa doença com que muitos roubam a Segurança Social. Mas por falta de tempo ou não sei porquê, não chegou a ocupar-se de outro flagelo das contas públicas que são os falsos empregos, destinados a produzir os falsos desempregados.


Por exemplo, no caso referido na notícia do Expresso de 2 de Julho, “Despedida pelo marido”, (despedida por extinção do posto de trabalho, admitida para o mesmo posto passados dois anos de subsídio de desemprego e novamente despedida ao fim de outros dois anos, para o subsídio de desemprego) não me admirava nada que aquela senhora nunca tivesse posto os pés na tal empresa do marido, seja lá isso o que for. O patrão é o marido e a manobra rendeu 40.000 Euros, rapados à Segurança Social.


E quantos casos semelhantes haverá? 


Os 40.000 Euros roubados à Segurança Social por esse “empresário”, 
multiplicam-se por quantos vivaços, à escala nacional? 


Quantos milhões serão roubados em cada ano? 


Eu não sei, porque não tenho meios. Mas a Segurança Social, se não sabe, é só porque não se deu ao trabalho. Parece que está a fazê-lo agora, segundo a própria notícia. Espero bem que sim porque já chega de atribuir as culpas das derrapagens das contas públicas aos funcionários públicos.
Esses, declaram tudo o que recebem.
E merecem mais respeito.

2 Comments:

Blogger Sem Anos de República said...

o TEXTO, COMO É FÁCIL DE VER, FOI ESCRITO EM 2006.
Como o tempo passa....
E o país sem mudar....
E agora, em 2011,
TIRA-SE AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS!!!!
OS ÚNICOS QUE SEMPRE PAGARAM!!!!
qUE TRISTEZA DE PAÍS....

SEM ANOS DE REPÚBLICA....

QUE VONTADE DE FUGIR!!!!!

3:51 PM  
Blogger Sem Anos de República said...

o TEXTO, COMO É FÁCIL DE VER, FOI ESCRITO EM 2006.
Como o tempo passa....
E o país sem mudar....
e agora, em 2011,
TIRA-SE AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS!!!!
OS ÚNICOS QUE SEMPRE PAGARAM!!!!
qUE TRISTEZA DE PAÍS....

SEM ANOS DE REPÚBLICA....

QUE VONTADE DE FUGIR!!!!!

3:53 PM  

Post a Comment

<< Home